Como funciona o sistema político em Portugal?

Atualizado: Ago 27

A estrutura do governo português é bem diferente da brasileira e as funções são divididas entre quatro órgão de soberania

A política do nosso próprio país (no caso do Brasil) já é um tanto confusa de entender, então, acabamos não prestando muito atenção em como funciona a máquina de governo no outro país que escolhemos para morar.


Porém, deveria ser um item importante a ser pesquisado na mudança, já que o país como um todo é atingido pelas decisões de quem está no poder.


Então, vamos mostrar resumidamente como funciona o governo em Portugal.


República Constitucional Unitária Semipresidencial

Este palavrão é o nome do sistema político português. A Constituição da República é a lei suprema e a que garante os direitos dos cidadãos.


Aqui, vigora o semipresidencialismo, ou seja, quatro órgãos são responsáveis pelas funções do governo: Presidente da República, Assembleia da República, Governo e Tribunais.


Presidente da República

Ele é o Chefe de Estado. Eleito pela população, seu dever é fazer cumprir a Constituição. Ele representa a República e é também o Comandante Supremo das Forças Armadas.

Uma de suas funções é nomear o Primeiro-Ministro, tendo em conta as eleições e a opinião dos partidos da Assembleia da República.

Na prática, ele é o símbolo do país e representa Portugal.


Acompanhando um pouco da política pelos meios de comunicação daqui, entendo que o presidente funciona como a parte social do governo. Ele aperta as mãos, comparece aos eventos e sua opinião ou é ambígua ou é de acordo com o Primeiro-Ministro. Parece que ele sempre está "em cima do muro" e na verdade quem governa de fato é o outro.

Imagem: Jornal Mundo Lusíada

Quer morar em Portugal?

Veja aqui os tipos de vistos de residência que você pode solicitar.


Governo (Primeiro-Ministro)

O Governo conduz a política em geral e administra o país. Exerce funções políticas, legislativas e administrativas, tais como:

  • Negociar com outros Estados ou organizações internacionais;

  • Propor leis à Assembleia da República;

  • Estudar problemas e decidir sobre as melhores soluções (normalmente fazendo leis);

  • Fazer regulamentos técnicos para que as leis possam ser cumpridas;

  • Decidir onde se gasta o dinheiro público.

O cargo de Primeiro-Ministro é nomeado pelo Presidente da República, que ouve os partidos que elegeram deputados e, tendo em conta os resultados das eleições legislativas, convida uma pessoa para formar o Governo. Esta, por sua vez, nomeia os cargos do mesmo.


Com todos nomeados, faz-se o Programa de Governo, que é um conjunto de medidas e orientações para serem adotadas ou propostas. O Primeiro-Ministro também coordena os ministros e representa o governo perante os demais órgãos.


Quando muda-se o Primeiro-Ministro ou pelo término do mandato ou por um rearranjo político das forças parlamentares, muda-se o Governo.



O Governo pode cair quando:

  • Apresenta um voto de confiança ao Parlamento e este o rejeita;

  • A maioria absoluta dos deputados aprova uma moção de censura ao Governo;

  • O seu programa não é aprovado pela Assembleia da República;

  • O Presidente da República o demite para assegurar o regular funcionamento das instituições democráticas portuguesas;

  • O Primeiro-Ministro apresenta a demissão, morre ou fica física ou mentalmente impossibilitado.

Imagem: Diário As Beiras

Assembleia da República

É o parlamento nacional, composta por deputados eleitos pelos cidadãos. Só podem concorrer cidadãos portugueses afiliados a algum partido. Compete à Assembleia assegurar a aprovação das leis fundamentais da República e a certificar o cumprimento da Constituição, das leis e dos atos do Governo e da Administração.


Tribunais

Assim, como o STF no Brasil, é o único órgão em que os integrantes não são eleitos e sim, indicados. São independentes e autónomos (pelo menos deveriam ser) e não podem ser afastados de seu cargo, sendo assim uma posição vitalícia. O Tribunal Constitucional é a última instância daqui.


Você pode morar em Portugal com cidadania italiana.

Clique para saber como.


Por Camila Ciberi para @quesejportugal

Destaques dos nossos parceiros:


Seguro Viagem é obrigatório para a Europa, escolha o melhor custo-benefício para você sem sair de casa, faça agora uma cotação e adquira online neste LINK.


Airbnb é a melhor maneira para encontrar lugares para ficar com avaliações excelentes e as comodidades de que você necessita, e de presente você ainda ganha até R$ 179 para se hospedar, comece por AQUI.


Banco N26 é um banco digital alemão, você abre sua conta em 8 minutos sem precisar falar com ninguém e ainda recebe um cartão de débito MasterCard em casa. Tenha uma conta na Europa gratuitamente acessando por AQUI.


Transferwise é uma ferramenta online que transfere o seu dinheiro do Brasil para a Europa, sendo mais barato que o seu banco ou sua corretora de câmbio. Faça agora uma cotação online veja como é mais barato clicando AQUI.

logo-quesejaportugal-jpg.jpg

Viver e morar em Portugal

Escrevemos com carinho para você amar Portugal do jeito que ela é e não do jeito que querem te vender.

© 2020 Que Seja Portugal. Feito com carinho ♥️