Morar nos arredores de Lisboa é uma boa opção?

Atualizado: há 14 horas

O alto custo de vida dos grandes centros faz com que a busca nos arredores seja a saída, mas nem todas as opções compensam

Sabemos que Lisboa e Porto são as cidades mais procuradas pelos imigrantes, seja pelas oportunidades de trabalho, seja pela similaridade com as grandes cidades ou até mesmo pela proximidade com os aeroportos internacionais. Mas, mesmo querendo, nem todos conseguem morar nelas.


E por que isso?


O custo de vida nestas cidades é muito alto. Aqui, para custo de vida leia-se arrendamento, que é a parcela mais pesada do orçamento de quem chega a Portugal.

Se você for comprar um imóvel, estas cidades também tem opções mais caras, porém com o financiamento, é possível reduzir bem esse custo, já que os juros são bem mais baixos do que no Brasil. Mas isso é assunto para outro post.


Pode ser que valores de restaurantes ou produtos locais, como feiras, também sejam mais elevados, mas o restante não muda muito. As contas de consumo não variam muito, nem o mercado.


Então, a saída de muitos é morar nas redondezas dessas cidades.


Os arredores

No Brasil, conhecemos muito os arredores como periferias, o que já traz uma conotação de bairros mais pobres e menos valorizados. Periferia nada mais é do que por fora, ao redor, no significado da palavra.


Em Portugal, eles não utilizam muito esse termo e costumam dizer arredores mesmo. Os arredores não tem nada da periferia que conhecemos.


Há, inclusive, cidades melhores e mais caras do que o centro principal, por isso, é bom tomar cuidado quando procurar um imóvel e achar que por ser afastado, ele será mais barato.


Aliás, Portugal é muito pequeno. Em 20 minutos, você consegue atravessar umas 3 cidades, então, desmistifique aquela concepção de que arredores será sempre longe.


Para ajudar nesta busca, separei as principais cidades ao redor de Lisboa e uma média de arrendamento, assim como distância do centro principal. Claro que é possível achar preços menores e uma boa oportunidade nos locais citados, mas tenha sempre em mente que aqui também existem golpes.


E já falamos deles neste post, até com exemplo concreto de como acontece.


Por isso, desconfie.


Pandemia

Vale lembrar que com a pandemia e a queda no turismo, os donos de alojamentos locais (Airbnb) tiveram que colocar os imóveis para arrendamento a longo prazo, gerando preços muito competitivos mesmo nas grandes cidades.


Em Lisboa mesmo, é possível encontrar um T2, por exemplo, por 750€ a 800€.


Geralmente, são apartamentos menores, muito bem decorados, mas sem muita praticidade, por exemplo, no quesito armários ou com a cozinha pequena sem lugar de armazenamento. Porém, pode ser uma saída para quem quer morar no centro, só é preciso estar atento ao seu contrato de arrendamento e aos seus direitos e deveres como locatário. Alguns senhorios estão fazendo contratos menores apenas esperando passar essa fase.

Lisboa vista do Largo da Tapada das Necessidades.

Os arredores de Lisboa

O custo do arrendamento em Lisboa sempre foi muito alto. É o preço que se paga por estar em uma cidade com tudo e com facilidade no transporte. Então, a saída de muitos foi procurar imóveis próximos dali.


A Grande Lisboa, como é chamada a Área Metropolitana, é realmente cheia de oportunidades mais em conta. Há concelhos com acesso ao metro até o centro, outras que é preciso pegar o comboio (trem) ou a barca.


Vale ressaltar que muitas destas regiões são populosas, sobrecarregando o sistema público, tanto em transportes, como na saúde.

Todas essas regiões listadas acima são concelhos de Lisboa, cada um tem freguesias boas e ruins. Toda essa área está coberta pelo passe de transporte Navegante. É um valor único mensal de 40€ para você se descolar sem limites por todas essas regiões. É uma ótima economia para quem mora mais afastado e precisa usar o transporte público.


Não sabe como Portugal está dividido? Saiba aqui o que são concelhos e freguesias.


Na divisa com Lisboa, temos Loures, Odivelas, Amadora e Oeiras.

Loures: sem acesso de metro para Lisboa, porém com conexão pela linha de Azambuja que serve algumas freguesias de Loures. É uma cidade bem populosa, mas com ótima infraestrutura, como centros comerciais, hospital e transporte. Ali há bairros considerados perigosos, os chamados bairros sociais. Porém, a violência aqui é diferente do que estamos acostumados no Brasil.

Média de arrendamento para um T2: de 700€ a 800€


Odivelas: a última estação da linha amarela de metro te leva até Lisboa. Não é uma região muito barata.

Média de arrendamento para um T2: 900€


Amadora: praticamente um grande centro, muito populosa, com prédios mais altos e alguns bairros sociais. É possível ir de metro para Lisboa de algumas freguesias e possui toda a estrutura necessária. Amadora entra como uma das regiões mais violentas da Grande Lisboa.

Média de arrendamento para um T2: 850€


Oeiras: se quer economizar, Oeiras deve ficar fora da sua lista de busca. Alguns bairros podem ter boas oportunidades, como Queijas, Linda-a-Velha, Carnaxide ou Barcarena. Normalmente, a linha da praia é sempre mais cara. Aqui é o comboio que faz a ligação com Lisboa. O concelho também tem um dos melhores atendimentos em saúde pública do país. Dali, são apenas 15 minutos de carro até o centro de Lisboa.

Média de arrendamento para um T2: 1000€

Praia de Santo Amaro, em Oeiras.

Sintra

Sintra ganha destaque aqui porque há regiões bem em conta, assim como regiões bem caras. Ela é servida da linha de comboio que vem de Lisboa, passa por Amadora e vai até o centro histórico de Sintra. Do Rossio, em Lisboa, até a última estação são de 40 a 50 minutos de viagem.

Centro histórico de Sintra, com o Palácio Nacional de Sintra ao fundo.

Algumas freguesias mais em conta: Queluz, Massamá, Cacém, Barcarena. Lembrando que são bairros mais populosos e considerados um pouco perigosos: onde tem mais gente, tem mais probabilidade de confusão.

Média de arrendamento para um T2: 700€


Há muitas áreas bem caras em Sintra também, como o centro histórico, São João das Lampas e Terrugem. Mais perto do mar e da serra há muitos condomínios fechados, com lazer e casas espetaculares.


Quer conhecer mais o centrinho de Sintra? Tem mais informações aqui.

E também um roteiro para conhecer Sintra sem gastar muito!


Cascais

Cascais também merece destaque, pois já vi muitas pessoas dizerem que morar em Cascais é mais em conta do que em Lisboa. Sempre que a palavra Cascais é mencionada, tenha certeza que será caro. Se a ideia é economizar, aqui será bem difícil.


Agora, se quer qualidade de vida, mas pode pagar um pouco a mais por isso, eu apostaria em Cascais ou Oeiras. Ambos possuem ótimas praias e a linha de comboio até o Cais do Sodré.


Quer saber quais são as praias da linha entre Lisboa e Cascais?

Clica aqui.

Praia da Conceição, em Cascais.

Da vila de Cascais até Lisboa são 45 minutos de comboio e 30 minutos de carro.

Há possibilidade de encontrar algo mais em conta em São Domingos de Rana ou Alcabideche.

Média de arrendamento mais em conta para um T2: 900€


Margem Sul

A margem sul é como é chamada a região atravessando o Rio Tejo. O acesso é possível pela linha Fertagus que vai de Roma-Areeiro, em Lisboa, até Setúbal. O trajeto completo dura 1h. A outra opção de transporte são as barcas que saem do Cais do Sodré, de Belém e do Terreiro do Paço, em Lisboa. De lá é possível ir para Barreiro, Montijo, Cacilhas, Porto Brandão, Trafaria e Seixal. As cidades listadas aqui fazem parte do distrito de Setúbal, não mais Lisboa.

Então, vamos a elas:


Almada: Cacilhas, Trafaria e Porto Brandão ficam em Almada, assim como a Costa da Caparica, um destino muito procurado durante o verão por suas belas praias. Almada é um bom lugar para morar, com ótimas opções e muito próximo a Lisboa. Com estrutura completa de grandes cidades, não é preciso sair dali se não quiser. De Cacilhas para o Cais do Sodré, são apenas 10 minutos de barca. Da Trafaria até Belém, são 25 minutos.

Média de arrendamento mais em conta para um T2: 750€

Praia da Morena, na Costa da Caparica.

Barreiro: do Terreiro do Paço a Barreiro são 20 minutos de barca. A cidade fica entre as pontes 25 de Abril e Vasco da Gama, por isso, a locomoção de carro pode não ser uma boa opção.

Média de arrendamento mais em conta para um T2: 600€


Montijo: São 25 minutos até o Cais do Sodré de barca. O concelho está para ganhar um aeroporto, que irá desafogar o tráfego aéreo de Lisboa e isso pode ser bom ou ruim. Bom em relação à valorização da região ou ruim pelo barulho dos aviões.

Média de arrendamento mais em conta para um T2: 700€


Setúbal: é o fim da linha do comboio que vai até Lisboa. Setúbal é distrito, mas também é concelho, assim como Lisboa. De carro, são 40 minutos sem trânsito. Conhecida pelos seus peixes e frutos do mar, Setúbal é uma ótima opção para quem prefere morar em grandes cidades. Possui muitas opções de lazer, assim como de moradias. É dali que partem as balsas para a famosa Península de Troia.

Média de arrendamento mais em conta para um T2: 750€

Orla no centro de Setúbal

Considerações

É claro que os valores do arrendamento são muito importantes na decisão de escolha da cidade que vai morar, porém é preciso levar em conta muitos outros fatores. O seu estilo de vida, sua flexibilidade de adaptação em locais muito diferentes do que está acostumado ou até mesmo as oportunidades de trabalho.


Se gosta muito de uma região, pesquise todos os dias os imóveis por lá. Muitas vezes, aparecem boas oportunidades!



Por Camila Ciberi para @quesejportugal


Se você precisa de ajuda na hora de buscar um imóvel em Portugal, há empresas como a Living Porto, que te auxilia na busca do imóvel e também em todas as etapas da mudança, como ligação de água, gás, luz e internet, assim, você pode escolher à distância e chegar com o seu imóvel prontinho.


Os leitores e seguidores do Que Seja Portugal têm um código de desconto especial!


E ganham 5% de desconto na contratação de qualquer serviço!


USEO CUPOM: QUESEJAPORTUGAL


Leia também outros posts:

NotíciasImigraçãoRelatos DicasLugaresGastronomiaConhecimento


logo-quesejaportugal-jpg.jpg

Viver e morar em Portugal

Escrevemos com carinho para você amar Portugal do jeito que ela é e não do jeito que querem te vender.

© 2020 Que Seja Portugal. Feito com carinho ♥️