Quais os tipos de visto para você morar em Portugal?

Atualizado: Jul 22

Se você quer morar em Portugal, há algumas opções de visto de residência nas quais você pode se encaixar

Imagem: Pixabay

Depois que Portugal virou o queridinho da vez, o número de brasileiros com vontade de imigrar para o país aumentou bastante. Porém, vir como turista e tentar se regularizar depois é uma opção bem complicada e te impede de recorrer a serviços básicos, como saúde e educação. Por isso, sempre reforçamos que a melhor maneira de entrar no país é legalmente, seja com um visto de estudante, de residência ou de trabalho.


Tipos de vistos


Visto de Estudante

Voltado para quem pretende estudar no país por menos de 1 ano. Para quem deseja estudar por um período de tempo maior, é necessário requerer o visto de residência para estudante (D4).


Visto de Trabalho

Nesta categoria, estão alguns tipos de visto. Note que a maioria são vistos de residência vinculados a um contrato.


Visto de Residência para fins de trabalho subordinado - D1

Voltado para quem tem um contrato de trabalho válido por um período superior a um ano sob regime subordinado, que é quando o trabalhador pertence ao quadro de funcionários da empresa contratante, independente da área na qual irá atuar.


Visto de Residência para prestadores de serviços– D2

Para quem tem um contrato de trabalho válido por um período superior a um ano sob regime de prestação de serviços, ou seja, o trabalhador não pertencerá ao quadro de funcionários da empresa contratante.


Visto de Residência para empreendedores – D2

Voltado aos imigrantes empreendedores que tenham efetuado operações de investimento em Portugal, ou seja, a concessão do visto está relacionada com a relevância econômica e social do investimento feito ou proposto. Apenas abrir uma empresa em Portugal não é garantia de que o visto será concedido, é necessário apresentar um plano de negócios, entre outros documentos.


Visto de Residência para atividade profissional altamente qualificada – D3

Parecido com o visto D1, porém voltado para trabalhadores do setor de tecnologia, geralmente. Os solicitantes deverão ter um contrato de trabalho válido por um período superior a um ano sob regime subordinado, quando o trabalhador pertence ao quadro de funcionários da empresa.


Visto para desportistas amadores – E5

Destina-se aos atletas que irão jogar futebol ou qualquer outro esporte por uma temporada em Portugal. A atividade deve ser certificada pela respectiva federação reguladora do esporte e o Clube ou Associação Desportiva deve se responsabilizar pelo alojamento e cuidados de saúde do atleta.

Visto de Residência

Nesta categoria, estão listados os vistos de estudante para estadias maiores de 1 ano, os vistos de trabalho subordinado e empreendedores listados acima, além de vistos para atividade docente, voluntariado e um dos mais procurados: vistos de residência para aposentados e rendimentos próprios.

Visto de Residência para reformados (aposentados), religiosos e pessoas que vivam de rendimentos - D7

Este visto é destinado aos estrangeiros que pretendem morar em Portugal e são aposentados ou têm rendimentos próprios, como imóveis, propriedade intelectual ou aplicações financeiras.

Para solicitar este visto é necessário comprovar o rendimento mínimo previsto por lei por um período de, no mínimo, 1 ano, sendo possível incluir familiares dependentes.


Hoje, o rendimento mínimo previsto por lei é de 100% do salário mínimo de Portugal para o adulto solicitante. Acrescenta-se 50% do salário mínimo para o segundo adulto dependente e 30% para crianças e jovens com idade inferior a 18 anos.


Por exemplo

Em 2020, o salário mínimo em Portugal é de 635€.


Adulto solicitante do visto = 635€ (7.620€/ano)

2° adulto dependente = 317,50€ (3.810€/ano)

Cada criança ou jovem com idade inferior a 18 anos = 190,50€ (2.286€/ano)


Os demais documentos necessários podem ser visualizados aqui.


ATENÇÃO!

Lembre-se que a todo momento as leis e os requisitos mudam, por isso, se a sua intenção é se aplicar a um visto, pesquise, consulte e saiba quais os documentos e comprovativos necessários para sua solicitação. Uma vez pagas, as taxas consulares não são devolvidas.


Solicite seu visto de residência aqui!


Por Camila Ciberi @quesejaportugal


QUER SABER MAIS SOBRE IMIGRAÇÃO? JUNTE-SE A NÓS NO TELEGRAM!


Faça parte do nosso grupo exclusivo no Telegram sobre Imigração, vamos divulgar conteúdo diariamente sobre o tema, além de notícias, informações, dicas e muito mais.

Clique e faça parte >>> https://t.me/imigracaoportugal

Nossos Parceiros:















AirHelp o seu voo atrasou? Foi cancelado? Poderá receber até € 600 ou R$ 5.000,00 de compensação. Envie os dados do voo para a AirHelp e em 3 minutos saberá se tem direito! SAIBA AGORA


Seguro Viagem é obrigatório para a Europa, escolha o melhor custo-benefício para você sem sair de casa, faça agora uma cotação e adquira online NESTE LINK.


Banco N26 é um banco digital alemão, você abre sua conta em 8 minutos sem precisar falar com ninguém e ainda recebe um cartão de débito MasterCard em casa. Tenha uma conta na Europa gratuitamente acessando POR AQUI.


Transferwise é uma ferramenta online que transfere o seu dinheiro do Brasil para a Europa, sendo mais barato que o seu banco ou sua corretora de câmbio. Faça agora uma cotação online veja como é mais barato CLICANDO AQUI.

logo-quesejaportugal-jpg.jpg

Viver e morar em Portugal

Escrevemos com carinho para você amar Portugal do jeito que ela é e não do jeito que querem te vender.

© 2020 Que Seja Portugal. Feito com carinho ♥️